Início POLITICA Cabo Delgado: Estamos diante de uma agressão externa do Estado islâmico, diz...

Cabo Delgado: Estamos diante de uma agressão externa do Estado islâmico, diz o CNDS

COMPARTILHE

O Conselho Nacional de Defesa e Segurança considera que o facto de a autoria dos ataques que se registam em Cabo Delgado estar a ser reivindicada pelo Estado Islâmico, revela que estamos em presença de uma agressão externa perpetrada por terroristas.

Convocado pelo Presidente da República e Comandante-Chefe das Forças de Defesa e Segurança, Filipe Nyusi, o CNDS reuniu-se ontem, em Maputo, para analisar a informação sobre a situação da ordem e segurança públicas, com enfoque para a situação na província de Cabo Delgado.

Num comunicado divulgado ontem no final de uma reunião do órgão, o CNDS saúda as Forças de Defesa e Segurança pelo esforço empreendido com vista à reposição da ordem e segurança públicas, bem como o normal funcionamento das instituições, e apela às comunidades a continuarem o seu empenho no apoio às FDS.

No balanço intermédio sobre o estado de emergência, o órgão enaltece o esforço dos profissionais da saúde e de todos os intervenientes que se entregam à causa do combate à Covid–19, tendo observado, com agrado, a implementação das medidas preventivas contra a propagação desta pandemia.

No entanto, deplora a prevalência de atitudes de alguns cidadãos que abandonam a quarentena, colocando em causa os esforços conjuntos de combate a este mal e apela a todas as forças vivas da sociedade no sentido de maior consciencialização para a observância das recomendações das entidades competentes.

O comunicado indica também que o CNDS notou com satisfação que várias empresas estão empenhadas na produção de equipamento de protecção individual contra a Covid–19 e insta mais empresas a abraçarem a iniciativa.

O órgão analisou no mesmo encontro o ponto de situação da amnistia e perdão de penas, bem como de concessão de liberdades condicionais, tendo apelado à sociedade no sentido de apoiar os beneficiários da indulgência para uma efectiva reintegração, de modo a que não retornem às práticas criminais ou que possam pôr em causa a harmonia social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here