Início ENTRETENIMENTO Faleceu a Sunducia Momade (Djanina) o “cartão postal” da Ilha de Moçambique

Faleceu a Sunducia Momade (Djanina) o “cartão postal” da Ilha de Moçambique

COMPARTILHE

A Ilha de Moçambique, cidade insular situada na província de Nampula, na região norte de Moçambique, está de luto pelo desaparecimento físico da Sunducia Momade, ocorrido ontem (dia 26 Agosto).

Sunducia Momade Ibraimo, mais conhecida por Djanina seu nome artístico, é líder do grupo de tufo “Estrela Vermelha”, criado em 2 de Janeiro de 1931 na Ilha de Moçambique.

A Ilha de Moçambique é uma cidade da província de Nampula onde os munícipes vivem intensamente a cultura manifestada sobretudo em forma de danças tradicionais como tufo, chacacha, n’sope e molde, entre outras exibidas maioritariamente por mulheres.

Janina teve de enfrentar a proibição de frequentar a escola por parte da avó com quem ficou a viver depois da morte do seu pai–tinha ela nove meses quando este caiu de uma embarcação de passageiros que fazia a ligação entre o Lumbo, no continente, e a Ilha. Só mais tarde, com a ajuda do seu tio Abdul, conseguiu começar a estudar. E ainda andava na escola quando conheceu o seu marido Issufo, ciumento, que não a deixava sair para cantar, dançar ou gingar e de quem teve um casal de filhos.

Janina, que herdou o nome pelo qual ficou conhecida de um “navio muito bonito”, casou uma segunda vez com um homem de quem teve cinco filhos. E continuou sempre a dançar tufo, dança típica da Ilha e do norte de Moçambique, executada por mulheres.

Actuou em Maputo para o Presidente Samora Machel, dançou para o Presidente da Tanzânia Julius Nyerere, viajou até Angola, Suazilândia, Japão e China. Pelo seu “trabalho de demonstração da cultura e costumes macuas” gostava de ser mais considerada. Tem a certeza que se fosse em outro país “seria mais valorizada”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here