Insólito: Mulher reaparece 4 anos após a sua morte, sem roupa e cria alvoroço em Tete

0

Uma mulher, identificada pelo nome de Aida Eduardo Djonasse, nascida em Furancungo,  em meados do ano de 2015, viu a sua saúde debilitada, tenho sido levada ao Hospital Provincial de Tete (HPT) e pela gravidade da sua patologia, teve que ser submetida a uma cirurgia.

Após a intervenção cirúrgica, Aida regressou a sua casa, cita em Macanga, na perspectiva de continuação da medicação junto dos seus familiares e amigos. Mas como sempre, algumas patologias mesmo após uma intervenção medica, persistem. Aida continuava doente, tendo sido levada novamente ao Hospital Provincial de Tete.

Contam os pais da Aida, que pelo desespero e ao ver a sua filha em estado crítico, optaram por levá-la  junto ao médico tradicional, como último recurso,  mas que também, não  resultara positivamente, tendo perdido a vida no dia 24 de Abril do ano 2016 e sepultada no dia seguinte (25), no Cemitério de Sinoia, em Furancungo.

Contudo, segundo a Aida, durante o período em que esteve morta, se encontrava num local que desconhece e nem recorda, com mais seis pessoas entre eles Senhor Banda que fora declarado óbito e enterrado no Malawi. Aida e Banda começaram a namorar e geraram um filho, um rapaz.

A protagonista desta história, reapareceu, 4 anos após a sua morte, sem roupa, com um filho de um ano e sete meses, na Localidade de Gandali. Aida, lê e escreve, reconhece os familiares e amigos pelos seus respectivos nomes.

O Governo do distrito de Macanga já começou a prestar apoio psico-sociail a jovem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here