Deslocados dos ataques terroristas em Cabo Delgado em situações precárias

0

O membro da Comissão Política e chefe da bancada parlamentar da Frelimo classifica de dramática a situação dos deslocados vítimas dos ataques terroristas na província de Cabo delgado.

Falando depois de visitar, esta terça-feira, o Centro de acolhimento 25 de Junho, na sede distrital de Metuge, que alberga mais de duas mil famílias deslocadas das aldeias do distrito de Quissanga, Sérgio Pantie apelou a solidariedade interna para minorar o sofrimento dos deslocados.

“ Toda a ajuda possível que conseguirmos dar, como moçambicanos, há-de ser naturalmente pouca. Há-de ser pequena, porque o sofrimento aqui é enorme. É o sofrimento das pessoas que estão a dormir ao relento, não estão em tendas porque não há tendas. As pessoas acabam de chegar, é uma vaga sucessiva de pessoas que têm que abandonar as suas aldeias porque os terroristas estão a matar. Quando chegam aqui, precisam naturalmente de água, de comida, precisam de um espaço para repousar, de uma tenda. E o drama, é ver as pessoas que estão a dormir ao relento, a improvisar a rede mosquiteira que lhes é dada, para se cobrirem contra o mosquito, é aqui, neste momento são as casas que nós acabamos de ver” frisou.
Sérgio Pantie voltou a apelar a vigilância e endereçou uma mensagem aos pais e encarregados de educação.

“E queremos também continuar a colaborar com o governo e sobretudo com as Forças de Defesa e Segurança, mantermos a vigilância. A vigilância popular é importante, porque queremos que aqui vocês vivam em tranquilidade. Ninguém pode pensar que tem que viver aqui com medo de nó” , disse.

Sérgio Pantie está em frente de um grupo de deputados da bancada da Frelimo que visita desde, esta segunda-feira, a província de Cabo Delgado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here